Constância d'Angola

A Vingança das Mães

A história de Constância d’Angola marca a triste história dos filhos de escravos no período escravagista. Os filhos dos escravos, depois da instituição da Lei do Ventre Livre (1871), não podiam trabalhar e isso significava prejuízo financeiro para os senhores escravocratas. Para se livrarem deste prejuízo, cruelmente, muitos foram queimados ou afogados pelos donos das fazendas.

E foi justamente o que aconteceu com o filho de Constância d’Angola, que foi jogado na fornalha por chorar insistentemente e seus gritos incomodavam o senhor, que ordenou ao capataz Zé Diabo que lançasse a criança diante dos olhos da própria mãe.

Constância d’Angola acabou sendo acorrentada para que não pudesse se vingar de seu senhor. Com o auxílio de alguns adeptos da Cabula conseguiu fugir e se refugiou em um dos quilombos; onde se iniciou na Cabula.

Atuou ao lado de diversos guerreiros e durante muitos anos foi se preparando para se vingar. Conseguiu durante uma noite invadir e assassinar o seu antigo senhor e toda família deste.

Após isso, enfrentou seu pior inimigo, o capitão-do-mato Zé Diabo, que assassinara seu filho, conseguindo mata-lo; porém morreu neste duelo. Passou a ser celebrada como uma heroína, ficando conhecida como: A Vingança das Mães.

 

(21) 97357-9745

©2019 por Sanzala Kassambe. Orgulhosamente criado com Wix.com